• Em Marte

OS JUDEUS ESTÃO ESPERANDO O ANTICRISTO?

Depois de tantos comentários de vocês escrevendo que o rabino Sany não estava descrevendo o messias e sim o anticristo, eu resolvi fazer um post aqui no site explicando por que isto acontece.




Os judeus cultuam um único deus chamado Javé ou Jeová.


Para o judaísmo, Deus é um ser onipresente, onipotente e onisciente, que criou e influencia todo o universo, e se comunica com o seu povo através de profetas.


O judaísmo acredita que um messias ainda vai vim para resgata o seu povo. Os líderes judeus explicam que o Enviado de Deus vai construir o templo de Jerusalém e reunirá todos os judeus na terra de Jerusalém.

Depois disso, Ele vai criar um Estado em que haverá fraternidade, prosperidade e não existirá corrupção e impunidade. "O mundo todo vai imitar esse exemplo, e vai ser constatada a consciência de um Deus universal", destaca os religiosos ortodoxos.

Iremos viver em um governo unificado com anos de prosperidades O cristianismo é uma das religiões mais antigas de todo o mundo, sendo uma das únicas a ser considerada como uma “grande religião”.


Atualmente, ela conta com quase dois bilhões de seguidores, sendo ela a que concentra o número maior de fiéis em toda a extensão mundial, já que envolve os católicos, protestantes e ortodoxos.


Já a fé cristã acredita essencialmente em Jesus como o Cristo, Filho de Deus, Salvador e Senhor. E que já esteve aqui a 2021 anos atrás, morreu e ressuscitou.


De acordo com o livro de apocalipse, antes da segunda volta de jesus, o anticristo também ira se levantar como um governo unificado e com alguns anos de paz.


engraçado né?


vamos mais a fundo nesse estudo


Uma das perguntas mais comuns que recebemos aqui no canal é: "Por que os judeus não acreditam em Jesus?" Vamos entender o porquê - não para menosprezar outras religiões, mas sim para esclarecer a posição judaica.


Os judeus não aceitam Jesus como o messias porque, de acordo com eles:


1. Jesus não cumpriu as profecias messiânicas.

2. Jesus não incorporou as qualificações pessoais do Messias.

3. Os versos bíblicos "referindo-se" a Jesus são erros de tradução.

4. A crença judaica é baseada na revelação nacional.


Vamos desenvolver estes pontos mais para a frente.


A palavra "Messias" é uma tradução em inglês da palavra hebraica, que significa "ungido". Geralmente se refere a uma pessoa iniciada no serviço de Deus sendo ungida com óleo.


De acordo com os Judeus, Jesus para ser o messias tinha que: Construir o Terceiro Templo Reúna todos os judeus de volta à Terra de Israel Dar inicio a uma era de paz mundial e acabe com todo ódio, opressão, sofrimento e doença.


Espalhe o conhecimento universal do Deus de Israel, que uniria a humanidade como uma só. ( Uma nova ondem mundial )


Ao longo da história, milhares de religiões foram iniciadas por indivíduos, tentando convencer as pessoas de que ele ou ela é o verdadeiro profeta de Deus. Mas a revelação pessoal é uma base extremamente fraca para uma religião porque nunca se pode saber se ela é realmente verdadeira.


Visto que outros não ouviram Deus falar com essa pessoa, eles têm que acreditar em sua palavra.


Já o cristianismo acredita na fé como está escrito em Romanos 10:17 De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus. Mas para o Cristianismo isto não é verdade.


Em Isaías 53, fala que :


Quem deu crédito à nossa pregação? E a quem se manifestou o braço do SENHOR?

Porque foi subindo como renovo perante ele, e como raiz de uma terra seca; não tinha beleza nem formosura e, olhando nós para ele, não havia boa aparência nele, para que o desejássemos.

Era desprezado, e o mais rejeitado entre os homens, homem de dores, e experimentado nos trabalhos; e, como um de quem os homens escondiam o rosto, era desprezado, e não fizemos dele caso algum.

Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido.

Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e moído por causa das nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados.

Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo seu caminho; mas o Senhor fez cair sobre ele a iniqüidade de nós todos

Ele foi oprimido e afligido, mas não abriu a sua boca; como um cordeiro foi levado ao matadouro, e como a ovelha muda perante os seus tosquiadores, assim ele não abriu a sua boca.

Da opressão e do juízo foi tirado; e quem contará o tempo da sua vida? Porquanto foi cortado da terra dos viventes; pela transgressão do meu povo ele foi atingido.

E puseram a sua sepultura com os ímpios, e com o rico na sua morte; ainda que nunca cometeu injustiça, nem houve engano na sua boca.


Isaías 53:1-9


Os Judeus acreditam quem Isaias 53 descrevendo o exílio e a redenção do povo judeu. As profecias são escritas no singular porque os judeus ("Israel") são considerados uma unidade.


Em toda a escritura judaica, Israel é repetidamente chamado, no singular, de "Servo de Deus" (ver Isaías 43: 8). Na verdade, Isaías, segundo os Judeus, afirma pelo menos 11 vezes nos capítulos anteriores a 53 que o Servo de Deus é Israel.


🛑 Os Milagres





Jesus fez muitos milagres: curar doentes, ressuscitar mortos, expulsar demônios e até multiplicação de comida! Não sabemos exatamente quantos milagres Jesus fez porque a Bíblia diz que ele fez muitos mais, que não foram registrados.


Os milagres de Jesus serviam para confirmar seu ministério e para ajudar as pessoas. Jesus não fazia milagres só para mostrar seu poder nem para se exibir.


Cada milagre tinha um propósito especial - uma lição, uma ajuda, uma salvação...


Mas mesmo assim não é o suficiente para os Judeus acreditarem em Jesus


Os Fundamentos da Torá afirmam:


Os judeus não acreditaram em Moisés, nosso mestre, por causa dos milagres que ele realizou. Sempre que a crença de alguém é baseada em ver milagres, ele tem dúvidas persistentes, porque é possível que os milagres tenham sido realizados por meio de magia ou feitiçaria.

Todos os milagres realizados por Moisés no deserto foram porque eram necessários, e não como prova de sua profecia. O judaísmo não é milagres. É a experiência pessoal de cada homem, mulher e criança de pé no Monte Sinai 3.300 anos atrás.


🛑 Reconstrução do templo e o

:




Segundo o Cristianismo, Apesar de que a esperança judaica para o próximo templo é que ele seja o templo messiânico, a Bíblia deixa claro que ele será, na verdade, o templo transitório do Anticristo.


O anticristo (a besta) assumirá o poder e assinará um pacto de paz (firmará uma aliança) com Israel por sete anos (Daniel 9:27).



Seremos um só povo, teremos uma só moeda, e viveremos com um só governo Este período de sete anos é conhecido como a Tribulação. Durante a Tribulação, haverá guerras terríveis, fomes, pragas e desastres naturais. Deus derramará Sua ira contra o pecado, mal e iniqüidade.


Durante a Tribulação terão lugar os quatro cavaleiros do apocalipse, os sete selos, trombetas e taças. Quando se passar cerca de metade destes 7 anos, o anticristo irá romper o pacto de paz com Israel e com eles guerrear novamente.


O anticristo causará abominação e desolação e levantará uma imagem de si mesmo para ser adorada no templo (Daniel 9:27; II Tessalonicenses 2:3-10). A segunda metade da Tribulação é conhecida como A Grande Tribulação e o tempo de angústia para Jacó.


E é por estes motivos que vocês acreditam que os judeus estão esperando um imposto.

94 visualizações0 comentário