OS 10 ANIMAIS QUE VOCÊ NÃO CONHECIA E QUE PODEM VOAR

Quando se trata de animais voadores, frequentemente pensamos nas infinitas variedades de pássaros e talvez morcegos, talvez até pterossauros da era dos dinossauros. Mas a evolução e a adaptação são cheias de surpresas. Na verdade, você pode não perceber que o vôo evoluiu nos animais, permitindo que espécies como peixes, mamíferos, répteis e anfíbios desenvolvam a habilidade de voar. No artigo de hoje, vou te mostrar os 10 animais que você não conhecia e que podem voar. Você está Em Marte, o seu site de curiosidades!


📌 10º animal que você não conhecia e que pode voar - Perus selvagens:



Temos a tendência de associar os perus mais ao Dia de Ação de Graças do que aos céus. Geralmente, sempre que você vê um peru na natureza, ele está em terra. Portanto, pode ser uma surpresa que os perus selvagens possam realmente voar, embora apenas curtas distâncias. No entanto, quando voam, voam a uma velocidade considerável. Na verdade, o Live Science afirma que eles podem voar até 55 milhas por hora, o que equivale a quase 90 quilômetros por hora. O principal é que os perus selvagens são arbóreos, o que significa que se empoleiram nas árvores, então precisam subir lá de alguma forma. Essencialmente, voar é mais natural do que escalar para essas grandes aves do gênero Meleagris. Embora os perus selvagens possam voar, os criados para consumo humano não podem. Com o tempo, os fazendeiros os criaram para terem seios grandes, o que inibia sua capacidade de voar.


📌 9º animal que você não conhecia e que pode voar - Cobras voadoras:



O conceito de cobra voadora pode deixar algumas pessoas petrificadas, mas esses animais existem, predominantemente encontrados no sudeste da Ásia. A boa notícia é que seu veneno costuma ser suficiente para prejudicar pequenas presas, como lagartos, roedores, sapos e pássaros, não humanos. A Universidade de Chicago divulgou um artigo sobre cobras voadoras em 2015 depois que um estudo e o cientista-chefe Jake Socha, PhD, disse: “Apesar de sua falta de apêndices parecidos com asas, as cobras voadoras são locomotores aéreos habilidosos”. A cobra voadora não voa como os pássaros, mas em vez disso, plana achatando o corpo em forma de C de uma “asa pseudo-côncava”, enquanto faz ondulações laterais em forma de onda, o que permite seu vôo estável. O estudo da Universidade de Chicago também confirmou que cobras menores voam mais longe. Pelo que vale a pena, a maioria das cobras voadoras atinge apenas 1 a 2 metros de comprimento.


📌 8º animal que você não conhecia e que pode voar - Aranhas em balão:



O conceito de 'balão' das aranhas é um dos mais criativos do mundo animal. Ocorre em muitas espécies de aranhas leves, geralmente os filhotes. Em essência, esses aracnídeos evoluíram para liberar fios de seda que pegam o vento como um paraquedas e os fazem voar, como o papagaio. É um método alimentado externamente, o que é único. Embora as viagens da maioria das aranhas balonadas sejam relativamente curtas, sabe-se que algumas delas percorreram centenas de quilômetros. Eles escalam até seu ponto mais alto e pegam o vento com seus fios de seda. Seu objetivo é a dispersão para mover-se entre os locais, embora o número de vítimas seja alto. Há uma história infame nos Planaltos Meridionais da Austrália em 2015, quando milhões de aranhas incharam em massa, com a seda deixada para trás fazendo o campo parecer que estava nevando, o que é bastante incomum lá embaixo.


📌 7º animal que você não conhecia e que pode voar - Lula voadora:



Parece estranho que uma criatura pelágica voe, mas alguns membros da espécie Ommastrephidae, também conhecida como lula voadora, evoluíram para fazer isso. A variedade mais comum é encontrada nas águas do Japão. Pesquisadores japoneses afirmaram que a lula pode planar por até 30 metros e a 11,2 metros por segundo, semelhante ao ritmo de corrida de 100 metros de Usain Bolt. O relatório de pesquisadores japoneses também disse: “Nós descobrimos que as lulas não apenas saltam da água, mas têm uma postura de voo altamente desenvolvida”. Essas lulas deslizam para fora da água, ao invés de voar, usando propulsão antes de espalhar e estender suas nadadeiras e braços em uma posição vertical que os mantém no ar. Por que é que eles fazem isto? A teoria é evitar predadores. A lula costuma ser uma fonte importante de alimento, por isso precisam de alguma defesa.


📌 6º animal que você não conhecia e que pode voar - Lagartos draco:



Há algo particularmente fofo nos dracos, embora isso diminua um pouco quando eles levantam vôo. Esses minúsculos lagartos agamida, aparentados com as iguanas, são capazes de estender suas costelas alongadas e as membranas de conexão para criar asas, os patagia, que lhes permitem planar. Eles também têm uma aba secundária no pescoço para ajudar no deslizamento. Não é um voo muito potente, mas para um lagarto de 20 cm eles podem planar mais de 50 metros, o que é uma distância razoável falando! Eles voam para evitar predadores no solo da floresta, mas também para encontrar companheiros e comida. Eles também são bastante territoriais. Eles costumam planar de árvore em árvore para proteger seu território. Eles são pequenos e urgentes, mas sem esforço em movimento, mas para adicionar à fofura, suas asas também são coloridas.


📌 5º animal que você não conhecia e que pode voar - Peixe voador:



Existem 40 espécies desses peixes marinhos que podem realmente voar, impulsionando-se para fora da água e planando. Semelhante a alguns dos animais mencionados, os peixes voadores usam esse método para escapar de predadores, mas planam em vez de voar como um pássaro ou morcego, apesar de possuir nadadeiras em forma de asa. Eles são comumente encontrados na ilha caribenha de Barbados, que é conhecida como “a terra dos peixes voadores”. Eles geralmente são encontrados em oceanos tropicais e dentro de 200 m da superfície, daí sua evolução para utilizar a área acima do nível da água. Uma equipe de TV japonesa filmou um peixe voador no ar ao lado de uma balsa para um recorde mundial de 45 segundos, batendo o recorde anterior de 42 segundos, testemunhado por pesquisadores americanos na década de 1920. Eles podem voar a velocidades de até 70 quilômetros por hora e cobrir distâncias de 400 m utilizando correntes de ar das ondas e batendo na superfície da água com suas nadadeiras de cauda para permanecer no ar.


📌 4º animal que você não conhecia e que pode voar - Esquilos voadores:



A National Geographic descreveu essas criaturas como “aviões de papel vivos e respirando”. Esquilos voadores não podem voar como um pássaro, mas em vez disso, eles planam utilizando seu “pára-quedas embutido”, o patagium, que é uma membrana que se estende do pulso ao tornozelo e parece uma asa-delta. Sua longa cauda atua como um estabilizador e um freio, enquanto eles usam seus membros para direcionar. Esquilos voadores voam de árvore em árvore dentro das florestas, para garantir que eles evitem os predadores que ocupam o solo da floresta. Eles podem planar de 40 a 150 metros. No início desta semana, bizarramente, sete pessoas foram presas e acusadas em uma “empresa elaborada e organizada” de contrabandear esquilos voadores na Flórida com o objetivo de vendê-los como “animais de estimação exóticos”.


📌 3º animal que você não conhecia e que pode voar - Formigas planadoras:



O que é espetacular sobre as formigas planadoras é que elas não têm asas, mas dominam um modo de voo. Esses insetos arbóreos evoluíram para direcionar sua queda das árvores. O fenômeno das formigas planadoras foi descoberto recentemente, com biólogos da Universidade da Califórnia escrevendo um artigo sobre elas em 2005. Devido à sua existência presa a uma árvore, essas formigas aprenderam a encontrar o caminho de volta à sua árvore original, caso caiam, usando pistas visuais. Biólogos os estudaram para descobrir que podem girar 180 graus no ar. As formigas planadoras entram nos troncos das árvores para trás, atingindo-as com as patas traseiras. Frequentemente, eles rebatem. Estima-se que haja uma taxa de 85% de sucesso de aterrissagem no mesmo tronco de árvore. O ecologista de insetos da Universidade do Texas, Stephen P. Yanoviak, disse: “Nas florestas amazônicas, você realmente não quer cair da árvore e cair na água, porque então você está definitivamente morto. Isso é o que eu acho que é o principal mecanismo de condução evolucionária por trás do comportamento".


📌 2º animal que você não conhecia e que pode voar - Sapo voador chinês:



Frequentemente também conhecido como sapo chicoteador de Blanford, rã-arbórea grande ou sapo-chicoteador de Denny, essas rãs são uma espécie que vive em árvores relativamente grande. Apesar de seu tamanho, eles são capazes de voar planando entre as árvores. Eles fazem isso com pés e mãos palmados exclusivos que agem como paraquedas, permitindo-lhes controlar uma inclinação gradual para baixo no ar. O naturalista britânico Alfred Russel Wallace encontrou essas rãs nas florestas tropicais de Bornéu em 1869 e escreveu: “Os dedos dos pés (são) muito longos e totalmente palmados até a extremidade, de modo que quando expandidos, eles ofereciam uma superfície muito maior do que a do corpo ". O voo livre é um meio de transporte eficiente em termos de energia para essas rãs, que não passam muito tempo no solo ou na água. Na verdade, eles só vêm para reprodução. Seu comportamento arbóreo adaptou seu corpo de maneira incrível, com diferenças visíveis em relação a um sapo normal.


📌 1º animal que você não conhecia e que pode voar - Mobulas:



Pouco se sabe sobre esses raios, conhecidos coletivamente como “raios do diabo”. No entanto, eles são conhecidos por seus pânico. Os cientistas às vezes se referem a eles como acrobatas do oceano. Esses peixes se parecem com a maioria das raias, com grandes nadadeiras em forma de asas. Eles são bons nadadores, geralmente em escolas, e usam esse poder para se impulsionar para fora da água, muitas vezes dando cambalhotas ou girando no ar, antes de cair de volta na água. Normalmente, eles só conseguem sair da água cerca de dois metros, então não é exatamente um voo completo, mas é um comportamento singularmente curioso o tempo todo. Esta atividade estranha é aquela que os cientistas não foram capazes de explicar completamente, embora haja uma teoria de que é uma maneira de se destacar da multidão dentro da escola e atrair um companheiro. São principalmente os machos que saltam da água, embora as fêmeas também o façam. A teoria afirma que aqueles que impressionam os espectadores com seus saltos e saltos no flop têm mais chance de cortejar um parceiro.



6 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo